NIGRA KORO DISTRO

A Sabotagem - Ação Direta

Neste livro, o leitor encontrará dois importantes ensaios, A Sabotagem (1911) e Ação direta (1904).

R$20,00

Fora de estoque

A Sabotagem - Ação Direta

Categoria: Tags ,

Descrição

A Sabotagem – Ação Direta

Émile Pouget

Uma das personalidades mais importantes do movimento operário francês do início do século XX, o anarquista e sindicalista Émile Pouget (1860-1931) foi vice-secretário da poderosa Confederação Geral do Trabalho (CGT). Esta foi a organização operária que serviu internacionalmente como modelo para o sindicalismo revolucionário a partir de 1906, com o lançamento da Carta de Amiens, adotada no 9º Congresso. Para Pouget, o sindicalismo praticado pela CGT estava organizado em torno de seis táticas: a ação direta, a greve, o boicote, a sabotagem, a luta contra o Estado e a greve geral. Neste livro, o leitor encontrará dois importantes ensaios, A Sabotagem (1911) e Ação direta (1904). O autor compreende que a sabotagem é a prática da seguinte máxima: “má remuneração, mau trabalho”. Nesses termos, ela tem o mérito de atingir o coração do patrão, ou seja, seu cofre. Já a ação direta, é entendida como a expressão que melhor resume as táticas do sindicalismo revolucionário. Pouget a concebe como sinônimo de ação operária livre de qualquer compromisso capitalista ou governamental, é a ação autônoma da classe sem a intromissão de intermediários como parlamentares ou burocratas. Como bem assinala o autor, a ação direta não é algo novo na história dos trabalhadores, constituindo-se em novidade, à época em que escreveu o texto, apenas a sua formulação teórica levada a cabo pelo movimento sindical.

WhatsApp chat