Esta canção da Guerra Civil Espanhola, celebra os duros combates do Exército do Ebro contra os mouros, mercenários e fascistas.
Em Portugal, era muitas vezes designada por “Ay Carmela, ay Carmela”, o que representa a recuperação de uma música datada do século XIX e originariamente composta em 1808 contra a invasão francesa na Guerra da Independência Espanhola.

Viva la quinta brigada
Rumba, la rumba, la rumba, la
Que nos cubrirá de glorias
Ay, Carmela, ay, Carmela

Luchamos contra los moros
Rumba, la rumba, la rumba, la
Mercenarios y fascistas
Ay, Carmela, ay, Carmela

El ejército del Ebro
Rumba, la rumba, la rumba, la
La otra noche el río cruzó
Ay, Carmela, ay, Carmela

Y a las fuerzas invasoras
Rumba, la rumba, la rumba, la
Buena paliza les dio
Ay, Carmela, ay, Carmela

En los frentes de Granada
Rumba, la rumba, la rumba, la
No tenemos días lunes
Ay, Carmela, ay, Carmela

Ni tenemos días martes
Rumba, la rumba, la rumba, la
Con los tanques y granadas
Ay, Carmela, ay, Carmela

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não pare por aqui

Leia mais

bolo’bolo

p.m. Transcription of a video by O. Ressler,recorded in Zurich, Switzerland, 24 min., 2004 A idéia original de criar esta

Manifesto dos Makhnovists

Este movimento foi a manifestação da Revolução Russa de 1917 na Ucrânia, onde tomou uma forma libertária e onde os

WhatsApp chat

O Clube fica fechado este mês, devido aos envios da "Caixa Bomba" Deixe seu contato que avisamos assim que reabrir :)